Guia de Óculos – Cuidados em cada fase da vida

Cuidados em cada fase da vida

Guia-de-Oculos 1

Conforme você cresce, passa por diversas fases e amadurece, seus olhos também passam por mudanças, e a forma com que você cuida deles precisa evoluir de acordo com o seu momento.

Na prática, isso significa que diferentes cuidados precisam existir em cada fase da vida, pois as condições e necessidades para uma boa visão são bem diversas entre crianças, adultos e idosos.

Para que você fique sempre ligado na saúde dos seus olhos, fizemos um pequeno guia para te relembrar das dicas mais importantes para manter sua visão saudável. Confira:

Para crianças:

Você sabia que a formação completa da visão se dá aos sete anos? Os oftalmologistas recomendam que a primeira consulta da criança já aconteça no primeiro ano de vida, para mapear a retina e detectar cicatrizes de olho.

Se não houver nenhum tipo de problema, a próxima consulta deve acontecer ainda na idade pré-escolar, por volta dos três ou quatro anos. Nessa idade, existe a chance de pequenos desvios de visão serem detectados e a criança pode se sentir mais confortável ao usar óculos para corrigi-los.

Alguns sinais que podem mostrar que uma criança pode estar com algum problema na visão são dores de cabeça, sentar muito próximo à televisão, andar com a cabeça baixa, lacrimejar excessivamente, demonstrar sensibilidade à luz, apertar os olhos para ler ou tapar um olho com a mão com frequência.

Para adultos:

Na vida adulta atual, o uso da famosa “luz azul” é praticamente inevitável. De acordo com dados do IBGE, 80% das casas brasileiras têm celulares 76,6% possuem computadores, o que significa que estamos quase sempre expostos a esse espectro de luz – isso sem nem lembrar das televisões!

É sempre saudável para descansar os olhos dar pequenas pausas em intervalos regulares no trabalho ou mesmo vendo TV. Assim você volta a piscar normalmente, hidrata seus olhos e retoma o foco normal deles. Tente olhar para algo ao longe por pelo menos cinco minutos por dia, para ajudar a restaurar esse foco.

Também procure desligar os aparelhos eletrônicos pelo menos uma hora antes do sono – mas se ficar muito difícil, vale pelo menos diminuir o brilho deles até o mínimo!

Consultas ao oftalmologista devem ser realizadas com regularidade, de preferência anualmente, mesmo se tudo estiver normal. Caso você sinta algum desconforto, dor ou aquela sensação de que os óculos estão “fracos”, é importante marcar uma ida ao médico para solucionar os problemas e não forçar seus olhos.

Para idosos:

Nessa fase, os principais problemas visuais começam a aparecer. Ler, dirigir ou realizar trabalhos manuais pode começar a ficar um pouco mais complicado, mas isso pode ser solucionado com um acompanhamento oftalmológico bem feito.

O ideal é que a partir dos 60 anos a consulta oftalmológica seja realizada pelo menos anualmente, mas a atenção aos pequenos sintomas deve ser redobrada. Para detectar e evitar doenças como o glaucoma e a catarata, é fundamental acompanhar com atenção os sinais dados pela sua visão. Portanto, ao menor sintoma de desconforto já é importante visitar seu médico.

Comentários

Deixe uma resposta