Guia de Óculos – 5 FATOS SOBRE A SAÚDE OCULAR NA GRAVIDEZ

5 FATOS SOBRE A SAÚDE OCULAR NA GRAVIDEZ

Guia_01 (1) 0

Como tudo na saúde feminina, durante a gestação os olhos também se tornam foco de atenção especial. Os cuidados com a visão precisam ser redobrados, mas nem todas os futuros mães e pais ficam atentos a esse detalhe. Conheça cinco fatos que podem mudar a sua visão sobre a saúde ocular na gestação:

  1. Alterações no grau da visão são possíveis e prováveis

A retenção de líquidos e o aumento rápido de peso da gestante podem modificar o formato e a espessura da córnea. Isso provoca distorções na visão que podem trazer desconforto visual e embaçamento nas imagens. Isso volta ao normal depois da gestação, mas é importante consultar o oftalmologista para entender se os sintomas são decorrentes apenas da gravidez ou se são parte de alguma outra condição ocular.
25

  1. Claridade se torna um problema:

Os hormônios da gravidez podem desencadear um aumento da sensibilidade à luz durante esse período, a chamada fotofobia. Lentes fotossensíveis como Transitions podem ajudar a deixar os olhos das futuras mães mais confortáveis nessa situação, por se adaptarem a diferentes ambientes.

26

  1. A síndrome do Olho Seco pode aparecer:

Essa condição, que muitas vezes vem do uso excessivo de aparelhos eletrônicos, pode aparecer também nas gestantes devido às mudanças hormonais. Conversando com um oftalmologista é possível entender os melhores caminhos para cuidar dessa situação, que gera irritação, olhos vermelhos e bastante coceira.

27

  1. Atenção aos colírios:

Como são medicamentos, o uso de colírios sem orientação médica pode acabar prejudicando o desenvolvimento do feto. Gestantes que precisem de acompanhamento devido a síndromes como a do Olho Seco devem procurar os profissionais da visão para conseguir um tratamento adequado a esse período.

28

  1. A proteção ocular do bebê também é importante:

Exames como os de toxoplasmose e rubéola são fundamentais durante a gravidez, pois podem fazer a diferença na saúde ocular da futura criança. Detectar essas doenças é importante pois ambas podem trazer graves problemas oculares ao bebê como cegueira e catarata.

29

Gostou? Marque seus amigos e familiares com filhos nos comentários. 😉

 

Comentários

Deixe uma resposta