Minha filha abriu os olhos e então nasceu um novo olhar – pra ela e pra mim - Guia de Óculos
/Variedades

Minha filha abriu os olhos e então nasceu um novo olhar – pra ela e pra mim

Assim que a Beatriz nasceu, minha esposa pediu: não desgruda os olhos dela. Eu fiz exatamente isso. E continuo fazendo. <3

Por Leo Horta (@leocamposhorta)

Ser pai era algo que sempre fez parte dos meus planos. Conversamos sobre parentalidade desde o início do nosso namoro e depois de alguns anos juntos, foi a hora de nos preparamos para a chegada da nossa filha. A gravidez foi um processo delicioso pra mim. Amei cada segundo da espera, as conversas com a barriga e o aprendizado que vinha com cada fase. Tivemos sorte e foi um período super tranquilo (pelo menos pra mim, minha esposa deve discordar um pouco!), sem nenhuma surpresa desagradável e com muita saúde.

Tão incrível quanto assustador, Beatriz chegou. Nasceu no dia que escolheu e foi inesquecível. Tivemos um parto natural e fiquei espantado com a força daquele momento, que me marcou pra sempre. Assim como o pedido que recebi da minha esposa na noite seguinte ao nascimento dela: “preciso descansar, mas só consigo se você prometer não desgrudar os olhos dela”. Também estava exausto, mas segurei o cansaço, segui firme e, naquela noite, comecei a enxergar a vida de uma outra forma. Comecei a entender o real sentido da palavra doar.

Ser pai é algo incrível, porque nos descobrimos mais fortes e mais capazes depois dos filhos. O tempo, que antes era só nosso, agora passa a ser dividido com outra pessoa, que muitas vezes precisa dos nossos cuidados em momentos não muito oportunos (como nas madrugadas dos primeiros meses!). Com isso a gente passa a ver nossos dias com uma nova luz e magicamente conseguimos ir encaixando a nossa velha rotina à nova integrante da família. Não é a toa que os pais são mais cansados do que aqueles que não têm filhos: a gente se multiplica para dar conta de todo mundo!

Uso a maior parte possível do meu tempo com ela. Temos nosso tempo de brincar, a hora do banho, o café da manhã que fazemos juntos, algumas rotinas e sinto que ela, assim como eu, espera por esses momentos. Participar ativamente das atividades do dia a dia, saber o que ela come, o que ela fez e, principalmente, estar presente em momentos especiais como o primeiro sorriso, os primeiros passos e o primeiro tombo de bicicleta.

Acredito que tudo isso cria lembranças especiais que vão ser importantes pra nós. Nunca vou esquecer das brincadeiras quando ela estava aprendendo a virar, das nossas viagens de família juntos, das gargalhadas soltas e dos argumentos inusitados que ela inventa dentro de uma lógica que faz todo o sentido aos dois anos de idade. A melhor parte do meu dia é ouvir a voz dela, rir das gracinhas e ver o sorriso largo no rostinho.

E é essa alegria dela que também acaba me fazendo crescer. Tenho outras ambições desde que virei pai. Quero ser sempre um exemplo, principalmente porque já aprendi que é assim que eles aprendem, não basta falar. Passei a ter objetivos mais difíceis, planos um pouco mais ousados, mas acho natural, afinal agora penso não só na minha estabilidade e segurança, mas principalmente na dela. No que depender de mim, ela sempre vai poder curtir a luz que a vida tem a oferecer.


Warning: Unknown: write failed: No space left on device (28) in Unknown on line 0

Warning: Unknown: Failed to write session data (files). Please verify that the current setting of session.save_path is correct (/var/lib/php56/session) in Unknown on line 0